Quem é a pessoa que faz as SUAS escolhas?


Notou como temos conselhos e opiniões abundantes para sair por ai, dando-os, mesmo para aqueles que nem pediram?


Na grande maioria das vezes, sabemos exatamente o que é melhor para o mundo como um todo e para as pessoas em geral? Sabemos o que cada um precisa fazer para ser do ‘jeito certo’!


Nos posicionamos, mesmo quando não chamados a opinar. Simplesmente, porque ‘sei o que é melhor’ – especialmente quando se refere a vida dos outros.


Na verdade, a minha opinião é minha! E a minha opinião tem muito valor! Sim! Tem mesmo!


De onde será que formamos as nossas opiniões? Vamos pensar só um pouco, apenas em uma linha fina de reflexão...


Somos bombardeados de informações de vários teores, nos mais diversos formatos, com multiplicidade de objetivos e sempre, a serviço de alguém, algum grupo, alguma empresa, alguma associação, alguma comunidade... enfim, servindo aos interesses legítimos de outros, que desejam que façamos parte do seu rol de ‘verdades’.