Vivendo de acordo com a Natureza!

September 27, 2018

 

Um dia destes recebi uma homilia usada pelo Papa Francisco, que dizia mais ou menos assim: “Os rios não bebem a sua própria água; as árvores não comem os seus próprios frutos; o sol não brilha para si mesmo; e as flores não espalham a sua fragrância para si mesmas. Viver em relação os outros é uma regra da natureza (...) A vida é boa quando você está feliz, mas a vida é muito melhor quando os outros estão felizes com o impacto que você causa a sua volta’.

 

Acredito que só somos felizes de fato, quando conseguimos perceber a leveza e o amor que podemos espalhar a nossa volta.

 

‘Fazer os outros felizes’ não é tomar conta da vida dos outros e muito menos ‘viver’ por eles tudo aquilo que eles mesmos nasceram para viver.

 

Ilusão pura tentar fazer que as outras pessoas sejam felizes, com você se desdobrando e realizando as tarefas e desafios que pertencem aos outros.

 

Pior ainda é pretender que as pessoas obtenham felicidade às custas de seu sofrimento ou padecimento.

 

Errado é querer manipular a vida dos outros como se fossem seres de 2ª categoria e incapazes.

 

Péssimo é achar que pode ser dono de alguém e fazer da vida dele (a) aquilo tudo que você pretende e que, muitas vezes, não consegue fazer nem com a sua própria vida.

Engano total é perder-se com e na vida do outro, sem abrir-se para encontrar-se consigo mesmo, na sua própria vida!

 

Basta!

Vamos permitir que a natureza se expresse através de nós, seres da natureza.

Sejamos mestres da natureza responsáveis por si mesmos!

 

Cuidar dos itens que compõem a sua própria vida: atingir saúde através do autocuidado, com higiene, boa alimentação, ambiente acolhedor e convidativo; ter pensamentos construtivos e conciliadores para consigo e para com a sociedade em geral; deixar aflorar emoções apropriadas ao rótulo de equilíbrio e bem estar; encarar os desafios da vida sabendo que fará o seu melhor em todos os sentidos; permitir que a vida se expresse através de você e refletindo nos outros de forma que os outros se autorregulem, naturalmente, apenas por perceber você agindo no seu melhor.

 

Sim, seja você o melhor que a sua natureza possa se expressar e o resto a natureza continuará a fazer, naturalmente...

 

Os outros serão felizes quando conseguirem perceber que você é capaz de ser feliz.

 

Então, não tente consertar o outro!!

Ajeite-se!!

 

Busque as suas respostas e equacione a sua vida e, naturalmente os outros se beneficiarão com isso...

 

Aposto que muitos poderão pensar e falar: ‘Mas se eu cuidar de mim, como ficarão os outros?’

 

Posso falar? Se você se cuida com capricho e com responsabilidade em atingir os seus mais altos graus de auto aceitação, os outros sentirão esse capricho e essa felicidade...

Humanamente falando, somos o reflexo uns dos outros...

 

Em qual espelho você está se olhando? Qual a imagem que está nesse espelho?

 

Muitos poderão pensar e falar: ‘Mas isso não é egoísmo, eu pensar só em mim?’

E eu respondo: ‘Sim é egoísmo pensar SÓ em si!’ Não é sobre isto que estamos falando, sob nenhuma hipótese!

 

O propósito não é esse, mas sim viver uma vida bem atenta e essencialmente natural, assim como a árvore, o sol, os frutos, as flores, os rios...que não vivem só para si, vivem sim no seu melhor para transcender as suas belezas, doçuras, aromas...para todos os outros seres a sua volta!

 

Não é necessário nem sermão, nem convencimentos de sua parte, basta existir no seu melhor e em melhoria contínua...

 

Você sabe o impacto que você causa a sua volta?

 

 

 

Blessings,

 

Fátima Abate

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Chegou a hora!

January 17, 2020

1/10
Please reload

Posts Recentes

January 17, 2020

June 17, 2019

Please reload

Arquivo