Como você lida com aquilo que não consegue controlar?

Não deve ser fácil ser técnico da seleção brasileira. Imagine uma vida onde tudo o que você faz e fala é transmitido para o mundo todo, e tem mais de 200 milhões de brasileiros, também todos técnicos de futebol, dando palpites e avaliando seus erros e acertos.


O jogo dura apenas 90 minutos, mas gera horas e horas infindáveis de mesas redondas e análises táticas no país inteiro. Depois de algum tempo, todo mundo começa a emitir sua opinião como se fosse especialista no tema.


Prometo que não serei mais um, pois só faltava um americano dar opinião sobre futebol. Mas além dos chatos que se acham técnicos de futebol, também tem aqueles chatos que vão utilizar os jogos para criar metáforas com a vida e, confesso, não resisti. Faço parte desse segundo grupo.


Assistindo ao jogo Brasil X Suíça, ficou claro que eu estava vendo não apenas um jogo, mas assistindo como as pessoas vivem a vida e reagem à situações. Notei no final que havia dois tipos de comentários recorrentes dos especialistas e dos jogadores, e são estes que vou emprestar para retirar duas lições que talvez interessem a você leitor.