Você sabe definir metas que geram superação?


Estabelecer metas, em diversas áreas da vida, é essencial para o ser humano, porque o desejo de atingir a meta nos impulsiona a agir, desenvolver novos recursos, crescer e nos superar. E, na maioria das vezes, a sensação de atingir uma meta é de satisfação completa conosco mesmos. Nada mais gratificante do que desfrutar dessa conquista!


Bem, pelo menos, é como deveria ser... mas nem sempre acontece. Nem toda meta leva à superação e à satisfação. Isso ocorre em duas situações: quando a meta é muito alta e quando é muito modesta.


Metas altas demais


São aquelas que estão muito acima das nossas capacidades – e, muitas vezes, acima das capacidades de qualquer um. Apesar de todo o esforço feito, não conseguimos atingi-las. Nessa situação, muitas vezes conseguimos nos superar em alguns aspectos. Porém, como não atingimos a meta, não nos sentimos satisfeitos.


Mas o que leva alguém a estabelecer uma meta tão alta? Muitas vezes, é a comparação. Porque nos comparamos com os outros e não queremos ser “menos” do que eles. Em outros casos, é porque somos muito exigentes conosco, como se precisássemos conseguir cada vez mais para provar nosso valor pessoal.


E há casos também em que estabelecemos metas altas demais porque deixamos outras